Surto, epidemia, pandemia e endemia: entenda a diferença e quais se aplicam no cenário da dengue no Brasil
Fecha: 2024-02-27 06:21:03 AM
Mundo viveu a pandemia de Covid-19. No Brasil, alguns locais estão declarando epidemia por causa da dengue.

Durante a Covid-19, a palavra pandemia ficou bastante conhecida. Agora, com a dengue em alta, é normal se deparar com termos como epidemia, endemia e surto. E você sabe qual a diferença entre eles?

  • Surto

surto é algo localizado. Pode ser um surto de gripe na empresa, surto de catapora em uma creche, por exemplo.

  • Epidemia

Uma epidemia ocorre quando temos um aumento inesperado no número de casos de uma doença em uma área geográfica específica. Febre amarela, varíola e dengue são excelentes exemplos de epidemias.

"A epidemia ocorre quando tem um aumento de casos acima da média, algo mais populacional. Existem pessoas que chamam surto de epidemia, mas não é. Por exemplo, não existe epidemia em escolas, existe surto", alerta Renato Kfouri, infectologista e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm).

No Brasil, alguns locais estão declarando epidemia por causa da dengue. Segundo o Centro de Operações de Emergências do governo federal, seis estados (AC, GO, MG, ES, RJ e SC) e o DF declararam emergência em saúde pública.

As epidemias podem referir-se a uma doença ou a outro comportamento específico relacionado com a saúde (por exemplo, tabagismo) com taxas claramente acima da ocorrência esperada numa comunidade ou região.

  • Pandemia

A pandemia é uma epidemia que se espalhou por todas as regiões do planeta, afetando muitas pessoas. O exemplo mais recente é a pandemia de Covid-19.

  • Endemia

A endemia não está relacionada a uma questão quantitativa. É a presença contínua de uma enfermidade ou de um agente infeccioso em uma zona geográfica determinada.

"A doença endêmica é a que circula com número de casos esperados. A meningite é uma doença endêmica no Brasil, todo ano tem X casos da doença, assim como a tuberculose. A meningite, mesmo endêmica, pode ter surtos em escolas e berçários", pontua Kfouri.

g1.globo.com


Buscador
Lo Ultimo