Pedro Juan Caballero PY: 123 anos de História de cidade gêmea com Ponta Porã MS
Fecha: 2022-12-01 17:44:49 PM |
A cidade de Pedro Juan Caballero se originou em um planalto da serra de Amambay;

O acesso a estas serras dava-se pela temida picada de Chirigüelo, cuja travessia em alguns troços constituía um desafio, pelo que ao vencê-la tinha-se a sensação de se chegar ao Éden, surpreendendo-se o viajante com a agradável visão de um conjunto de Peroba de 80 ou 90 árvores, que por sua beleza natural recebeu o nome de Punta Porã, dando nome ao local tranquilo, à sombra daquelas árvores e à beira de lagoas cristalinas. Esse nome foi registrado nos mapas do general Francisco Isidoro Resquín, quando em 1862 traçou as rotas desta área até a antiga Jerez Ñu, chamada pelos brasileiros; Mato Grosso. Devid

o à sua localização estratégica, Sendo o local a estrada que atravessava as montanhas de Chirigüelo bifurcada indo de norte a sudoeste, foi palco das ações iniciais e finais da Guerra da Tríplice Aliança, que culminou em 1º de março de 1870 em Cerro Corá.

A derrota do Paraguai nos obrigou a aceitar os limites impostos pelo tratado secreto firmado pelos Aliados. Conseqüentemente, Punta Porã, depois de concluída a obra da Comissão de Fronteiras em 1874, tornou-se fronteira com o Brasil, e posteriormente foi reaberta a Picada del Chirigüelo, que graças ao florescimento comercial de Concepción, tornou-se uma zona de abastecimento para uma importante região do Mato Grosso passou a ter trânsito constante.

As carroças com produtos preciosos cruzaram a fronteira depois de derrotar o Chirigüelo, e outras carregadas de erva-mate continuaram pelo mesmo caminho, com destino a Villa Portuaria para ganhar os mercados de La Plata.

A agitação incessante deu vida ao local, sendo posteriormente percebidas as suas possibilidades comerciais. Disposto a investir na área, o argentino Don José Tapias Ortiz chegou a esta fronteira, fundando uma fazenda na atual cidade de Portera Ortiz e construindo uma casa em Punta Porã nas terras de Don Jorge Casaccia, onde estabeleceu seu negócio, atual quadra nº 36 setor I, 700 metros a nordeste da lagoa de Punta Porã, este estabelecimento já mantinha sólidas relações com os latifundiários de Mato Grosso em 1892 e seguindo o exemplo de Ortiz, outros foram construindo sítios e casas onde se instalaram comércios , originando assim a cidade que foi chamada para ser com tempo Capital Departamental.

A atividade dos comerciantes e a aquisição da erva-mate produzida pelos chamados “changa-i” clandestinamente nos domínios da Matte Laranjeira gerou a ira da referida empresa para com os moradores, tentando expulsá-los do local.

Em defesa da cidade que fundaram, recorreram ao Ministro do Interior, iniciando uma luta titânica que conseguiram vencer quando a sorte estava do seu lado quando o acordo de livre comércio com Mato Grosso foi revogado em 1898, e as terras que ocupavam foi doada ao Estado pelo senhor Jorge Casaccia em 1899. Pedro Juan Caballero, antiga Punta Porã, tem suas origens como cidade ligada à prática comercial e sua data de fundação é comemorada em 1º de dezembro em memória quando, por Decreto do Executivo Filial do ano de 1899, Foi criada uma delegacia que reconheceu a cidade e deu segurança aos seus habitantes, desde que o Estado paraguaio se apossou dela, sendo nomeado Juan de la Cruz Meza como o primeiro Comissário.

Posteriormente, em 30 de agosto de 1901, foi criado o Departamento, perdendo a denominação histórica de Punta Porã e desde então, por decisão do Congresso, passou a se chamar Pedro Juan Caballero.

Primeiro a Junta Administrativa Económica, depois a Direita Câmara Municipal Entre as instituições constituídas nos primeiros anos do século XX podemos destacar a Junta Administrativa Económica criada por decreto de 26 de Dezembro de 1905, e o seu primeiro Presidente, o Sr. Rufino Spika Quevedo, foi nomeado.

A partir de 1910, esse cargo passou a ser eletivo, passando a ser denominado Câmara Municipal Honorável, O primeiro Presidente nesta qualidade foi o alemão Ricardo Pockel, que juntamente com o então Chefe Político, Major Fermín Casco, são considerados organizadores da cidade.

Em 1956 foi criada a Administração Municipal de Pedro Juan Caballero, sendo nomeado como o primeiro Intendente Municipal pelo Decreto nº 18.387, Don Carlos Domínguez.

Esta próspera cidade foi designada Capital do departamento de Amambay por Decreto de 10 de julho de 1945.

pontaporainforma.com


Buscador
Lo Ultimo
22
2023-01-26 21:09:30 PM